segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Impacto dos reality shows na sociedade.


Hoje, durante a aula de Português, a professora desafiou-nos a fazer uma tese sobre 
determinados assuntos. E a mim, como já devem ter reparado, calhou-me o tema acima referido.
Será que me podem ajudar a organizar as minhas ideias e debater sobre elas?
Preciso das vossas ideias, meus amores, por favor.
Um BOM HALLOWEEN para todos :D

domingo, 30 de outubro de 2011


Pedro - Bom dia rainha do meu coração. Quero que saibas, meu amor, que a cada dia que passa me sinto (ainda) mais apaixonado por ti, a cada dia que passa quero ser ainda mais teu, aliás, eu quero pertencer-te até ao meu ultimo batimento cardíaco. Eu amo - te como jamais amei alguém ou serei capaz de amar, e por isso, tenho tanta certeza de que quero ficar contigo.
Minha flor linda? Eu vou estar sempre aqui para tudo, para te ajudar nas decisões mais complicadas, para te dar os bons conselhos e para te estender a minha mão que, num ápice, se tornou completamente tua. Não temas perder-me, minha princesa, pois no dia em que isso acontecer, eu fecharei os olhos com a imagem linda do teu rosto e nunca mais os abrirei, pois até isso acontecer, nada vai mudar este maravilhoso sentimento.

Inês - Tu és mesmo a pessoa mais importante da minha vida, meu doce, foste o mais belo presente que Deus me concebeu e eu sinto um enorme orgulho em ti e na nossa relação. A distância atormenta-me a cada dia que passa, tu estás constantemente no meu pensamento e aquilo que eu mais desejo é construir um futuro ao teu lado.
Quem me dera poder adormecer com os teus beijinhos e saber que, quando acordasse, tu irias estar a olhar para mim e deliciado ao ver-me dormir. Tu não fazes ideia alguma do quanto significas para mim, meu amor, é algo único e inexplicável. Só eu sinto! Não penses em deixar-me nunca, por favor, dono do meu coração, apesar de confiar muito em ti, não posso deixar de te pedir tal coisa, pois é este o meu maior medo e eu não suportaria se tal acontecesse.

Mesmo com simples palavras. tu consegues fazer-me
 sentir como se estivesses aqui comigo!

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Estou deitada sobre a cama, a quentura do meu quarto invade-me o coração e fá-lo sentir-se mais seguro. O vento sopra lá fora, sopra velozmente, com a mesma intensidade de um tsunami a invadir o mar, e isso desperta-me interesse, faz suscitar a curiosidade e leva-me a abrir a janela para sentir a frescura vinda do exterior. Inspirar ar puro, sentir o cheiro molhado da terra, não ver ninguém na rua (porque o frio obriga as pessoas a estarem em casa e o cabelo tapa-me, a maioria do tempo, a visibilidade, devido ao vento), ver o fumo em hélice das chaminés das lareiras, e sentir-me inexplicavelmente leve. É extraordinário. Já sentia saudades das noites frias e ventosas do Outono, de estar cerca de cinco minutos nesta melancolia e ficar, imediatamente, com o nariz vermelho. Após breves instantes de me deitar novamente, pressinto a chuva cair, de uma forma muito carinhosa, começando a aumentar a sua frequência e rapidez consoante o passar dos segundos. E eu, continuo com frio, então agasalho-me, de uma forma proporcional ao cair da chuva, para me sentir mais protegida. Resulta, e sendo assim, não tenho mais nada a atormentar-me. Estou completamente concentrada na escrita, em mim e naquilo que ambiciono, sinto-me num mundo à parte, um mundo desenvolvido por sons, onde, existo eu, o vento e a chuva. Exclusivamente nós, apenas! O resto, finalmente, conseguiu tornar-se "secundário".


terça-feira, 25 de outubro de 2011

"Nunca deixes fugir alguma coisa da mão, pois quanto mais fugir, mais difícil será voltar a ter firmeza."

domingo, 23 de outubro de 2011


Ficaria muito feliz se a tecnologia evoluísse até este ponto, poder dar-te um beijo, mesmo estando tu noutro país. Estou cheia de saudades, sim estou mesmo, e não sei como vou aguentar sozinha o resto do tempo que ainda falta para estarmos juntos.
Quando estamos assim, tão longe um do outro, quando tu estás coberto da neve friorenta da Alemanha e eu estou aqui, ansiosa pela tua chegada, a minha preocupação relativamente ao teu bem-estar cresce tão rápido quanto uma planta cresce quando é regada diariamente, num quotidiano sem interrupção, e o meu tempo psicológico, esse mantém-se intacto deste o momento da tua partida. Tu és o mais importante da minha vida, embora eu saiba que, nem sempre o demonstro da forma mais correta, é aquilo que eu sinto e que, tenho a certeza, sentir a vida inteira. Não estamos constantemente em sintonia, chateamo-nos e temos ideias contrárias relativamente a determinadas coisas, mas sabes? É esta diferença que me faz ficar, cada vez mais, apaixonada por ti ... o facto de, sermos tão diferentes, e ao mesmo tempo, tão semelhantes!
AMO - TE  

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

São os erros que nos ensinam a crescer de uma forma acertada e mais rigorosa, não
 é verdade? São eles que nos fortalecem e nos incentivam a não desistir à primeira tentativa.
Eu falhei. Mas, mesmo assim, não me vou deixar influenciar pelos obstáculos e pelos
 erros que cometi, vou corrigi-los, e fazer os possíveis e impossíveis para atingir os meus objetivos.
Vou correr atrás deles, afinal, são o meu F-U-T-U-R-O.

(Cheguei aos 200 seguidores, muito OBRIGADA por tudo,
as vossas palavras são sempre muito gratificantes!)

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Dia 8, letra H

HOJE.
“Para quê deixarmos para amanhã aquilo que podemos fazer hoje? “ É um dos ditados populares mais conhecidos, no entanto, pouco utilizado pela maioria da população. Normalmente, todos pensamos que, o amanhã não foge e que não faz diferença perdermos mais um dia a empatar alguma coisa, como por exemplo, pensarmos calmamente numa decisão e  tomarmos uma escolha acertada ... mas, por vezes, isso não acontece e só piora a situação! Há dias em que exceções podem ser cometidas, decisões podem ser instantâneas e, quem sabe, não sejam as melhores da nossa vida.
Portanto, meus queridos seguidores, façam o favor de aproveitarem a vida ao máximo, valorizarem cada momento e saborearem cada instante que o antecipa … não faz sentido  adiarmos o inadiável, a vida são dois dias e o “hoje”, o "hoje", é sempre o mais importante!


Hoje, sim, hoje é o dia!
(Peço desculpa por não estar tão atenta às vossas novidades durante a semana,
os testes já começaram e preciso mesmo de estudar.
Mas, prometo, recompensar-vos no fim-de-semana. Beijinhos ♥)

sábado, 15 de outubro de 2011

Fico frustrada quando tenho finais de tarde como os de hoje, quando me olhas constantemente e nem te apercebes que eu não estou bem e que preciso da tua ajuda, quando não me dás um beijo sempre que te abro a porta e te dou (tão) satisfatoriamente um "Olá", quando demonstras ser tão insensível para coisas às quais eu dou extrema importância, sobretudo tu.
Faz parte da tua personalidade, eu sei, mas devias dar-me o exemplo, mostrar-me diariamente o quanto eu revolucionei a tua vida, e raramente o fazes. E sabes? Isso é das coisas que mais me magoa no mundo.
Seria ótimo sentir-me perto de ti, pelo menos, gostava muito e sei que me faria extremamente feliz.  Eu cresci, mas continuo a precisar do teu carinho, tanto quanto quando tinha dois anos. E sabes porquê? Porque atualmente sei valorizá-lo, e antigamente, não tinha essa consciência. Queria tanto sentir-me protegida pela quentura do teu abraço, P 

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Dia 7, letra G

GATOS.

Não são seres humanos como nós. Não conseguem escrever nem têm a capacidade de responder aquilo que nós, maioritariamente questionamos, é verdade. Não são tão evoluídos como o Homem nem compreendem, completamente, o mundo em que estão, mas são seres vivos, e actualmente, há muita gente que se esquece disso. Quando estamos mal, eles presentem essa tristeza e, muito despercebidamente encostam-se a nós, roçando o focinho e, parecem demonstrar aquilo que, apenas os verdadeiros amigos conseguem dizer nas horas de maior aflição. É um gesto único e instantâneo, sentido apenas, por quem vê estes belíssimos animais, não apenas como gatos, mas sim, como óptimos e estimáveis confidentes.
Não os subestimem, por favor, são seres vivos e merecem ser bem tratados!

domingo, 9 de outubro de 2011

Dia 5, letra E

ESCREVER.
Não há dicionário algum que descreva claramente o quanto é maravilhosa a escrita, refiro-me a dicionário, porque nem a maior mistura de letras e significados que este possui tem a capacidade de o conseguir fazer. Cada palavra que o escritor pensa, transborda para o papel como uma flecha e ganha imediatamente "outro" significado, um significado mais intenso e que alivia completamente a alma. Serve de calmante nas horas de maior aflição e isso, nem um grande psicólogo, consegue fazer de forma tão expressiva! Escrever é das melhores coisas que há no mundo e, independentemente da situação, não devemos deixar de o fazer nunca ... afinal, é na escrita que, muitas das vezes, revivemos tudo aquilo que o nosso coração teima em (e não deve) esquecer  $:

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Passaram-se três anos desde o dia em que nos beijamos pela primeira vez e, desde o dia em que, finalmente, começamos a namorar. Então devido à especialidade deste dia para ambos, hoje mais do que nunca, eu sinto-me na obrigação de escrever sobre ti, não só sobre ti, mas essencialmente, de escrever para nós. Foi estranha a forma como os sentimentos tão rapidamente começaram a surgir e a crescer dentro de nós, uma forma estranha mas muito bonita de sentir, pois eu nunca pensei que, por trás de uma amizade tão simples e colorida como a que tínhamos, estivesse o grande amor da minha vida. Levei algum tempo a compreender todos os teus sentimentos, a habituar-me ao feitio especial que tu tens, e sobretudo a aceitar a veracidade de todas as palavras que me dirigias … no entanto, rapidamente me habituei a todo o teu apoio e preocupação constante na minha vida. Na verdade, não foi fácil encaminhar a nossa relação para aquilo que, actualmente, temos. Tu eras uma pessoa diferente de mim, aliás éramos totalmente diferentes um do outro, e ainda hoje considero que, somos como a adenina e a timina, mas talvez seja, devido a todas estas diferenças que nos completamos tão bem quanto uma molécula de DNA e funcionamos de uma forma (quase) perfeita.
Devido à nossa história, meu amor, aliás devido a ti e ao teu feitio, eu compreendi que as segundas oportunidades devem sempre ser dadas e que, as pessoas, quando querem, mudam realmente. Tu foste a prova disso! Estes últimos tempos não têm sido os mais fáceis para nós, todos os dias somos atormentados pela saudade que habita no nosso coração e isso não nos deixa estar completamente satisfeitos … porque estarmos em países diferentes, separados durante três meses e matarmos apenas cerca de quinze dias das saudades que acumulamos, não é nada fácil, aliás, é uma dor insuportável e inexplicável pois sabemos que, todo o tempo que estamos juntos, é tempo contado, é uma contagem decrescente para (mais uma) despedida. Mas sabes? Eu acredito que, mesmo com toda a distância que somos obrigados a suportar, o nosso A-M-O-R vai superar todas as barreiras e vingar no futuro!


“Tu és mais do que a minha própria vida Inês, e apesar de eu não ser perfeito, amo-te com todas as forças do universo e jamais saberei viver sem ti. Sabes porquê? Porque tu és o sangue que me corre nas veias, és muito mais do que um tudo e és mesmo a mulher da minha vida.”

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Dia 4, letra D

DESCULPA.


Foste tu, quem muitas das vezes, me demonstrou a continuação do caminho rumo à felicidade que tanto desejava. Senão estivesses presente nos momentos mais difíceis, senão me lembrasse imediatamente de ti quando erro e tenho a consciência que devo fazer alguma coisa para ter o perdão de alguém, talvez eu já tivesse perdido muito do que construí até agora e não estivesse tão bem. E graças a ti, isso não aconteceu. Pedir desculpa, não é sinal de cobardia, é sim, um sinal de maturidade por percebermos quando erramos. E portanto, espero que todos se lembrem que tu, uma simples palavra tão importante, por vezes, és a última esperança!

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Dia 3, letra C

CHOCOLATE.

Não vos parece delicioso?
Estou ansiosa que me prepares um pequeno-almoço assim,
HOMEM DA MINHA VIDA. Prometes fazê-lo quando voltares? Prometes?  :'D

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Dia 2, letra B

BRINCAR.
É das melhores coisas que o mundo tem e, muitas das vezes, não é aproveitada devidamente porque, há quem julgue, que pode parecer mal alguém mais velho gostar de brincar como uma criança de quatro ou cinco anos ... onde acham um tombo algo tão natural, mágico e encantador como o voo de um pássaro, sob o mais belo azul do céu numa calorosa tarde de Verão! No entanto, é algo que deve estar presente em nós, algo que deve fazer parte do nosso dia-a-dia regularmente e, acima de tudo, ser tão instantâneo quanto o bater do coração. Não se esqueçam disso, está bem? Brincar faz bem, meus amores, seja com que idade for  :')

domingo, 2 de outubro de 2011

Dia 1, letra A

AMIZADE.

Os verdadeiros são aqueles que, mesmo estando longe, se continuam a preocupar connosco e a esforçarem-se constantemente por nos fazerem sorrir. E porquê? Porque o nosso bem-estar, é também o bem-estar deles. Um grande O-B-R-I-G-A-D-O a todos os que me proporcionam momentos tão felizes e inesquecíveis quanto o da fotografia publicada  

sábado, 1 de outubro de 2011

Ontem vi uma reportagem sobre violência doméstica e fiquei muito pensativa sobre o assunto, tão pensativa que resolvi escrever algo sobre isso para mostrar a minha opinião a todos os (meus) seguidores.
Não entendo o porquê das pessoas fazerem isso, sobretudo os homens, que são os mais falamos no mundo tecnológico. Não faz sentido algum estarem com alguémpor estar, só fingindo serem uma família perfeita, quando na realidade, nem se quer têm confiança suficiente para se tocarem, e preocupam-se apenas com a aparência. As vítimas, sejam elas homens ou mulheres, não têm necessidade de passar por esse sofrimento em silêncio, não precisam de ter vergonha daquilo que aconteceu e, acima de tudo, pensarem que foi apenas uma vez e que não volta a acontecer … porque quem faz uma, faz duas ou três, e um estalo, por exemplo, não é uma forma de mostrar que se gosta de alguém, como essas pessoas costumam pensar. Quem ama realmente, trata o outro da melhor forma e, seja qual for a razão, não tem este tipo de atitudes. Preocupa-se com o seu bem estar e dá-lhe todo o carinho do mundo, nos bons e maus momentos da relação, isto porque está com o companheiro(a) por vontade própria, é uma das poucas coisas em que temos liberdade total e, nem assim, a aproveitam convenientemente. Para mim, as relações não são um Wrestling, e as pessoas, que passam por esse pesadelo, deviam manter-se mais firmes sobre a atitude que tomam.

( A partir de agora, vou tentar adaptar-me
ao novo acordo ortográfico. )