quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Esta noite pouco ou nada consegui dormir pois, mais uma vez, tu invadiste-me o pensamento e os pequenos momentos que, em tempos, vivemos juntos, tomaram conta do meu, pouco e tremido, sono. As tuas mensagens têm-se tornado cada vez mais frequentes e, por sinal, eu devia estar contente por isso, é verdade, aliás, confesso que (até) estou, mas entristece-me, bastante, o facto de, simples palavras que pronuncias, me conseguirem confundir tanto. Percebes?
Estou cheia de dúvidas, a minha cabeça centra-se num, verdadeiro, ponto de interrogação e eu já não me sinto, sequer, com forças suficientes para te conseguir responder corretamente. Podes explicar-me porque razão chegas, apenas, quando eu estou a (tentar) refazer a minha vida? Porque apareces e desapareces, quase tão rápido, quanto uma andorinha? Porque é que ainda, passados tantos anos, continuas a dar notícias? Porque insistes em cruzar-te comigo? Porque ages tu conforme um autêntico camaleão? Sim, um camaleão. Umas vezes pareces-me tão sincero e, outras tão mentiroso. É irónico, não é? Pois, se calhar, foi isso que sempre foste comigo ... mas sabes?  Estou farta. Acabou o teu entretenimento para comigo. Não me vais iludir mais. Adeus.
( INVENTADO )

31 comentários:

  1. Identifiquei-me com este teu texto porque já o vivi na realidade. Durante 3 anos uma pessoa insistia em ir e voltar, até que me cansei e fechei-lhe a porta. Custa ao início mas depois o sentimento de liberdade invade-nos (:

    ResponderEliminar
  2. adoro as tuas invenções sabes ? :D
    Mail, da-me o teu mail amor *-* sim, que agora as aulas vao começar e eu ainda menos tempo vou ter :s infelizmente ... quero o verãoooo de volta :o

    Oh minha linda, eu gosto mesmo de ti <3

    ResponderEliminar
  3. De nada minha linda, está perfeito e identifico-me muito com este texto.
    Obrigada e também estou a seguir-te :)

    ResponderEliminar
  4. É muito difícil sabes? Esquecer alguém que fez parte da tua vida. Praticamente essa pessoa esteve comigo desde a minha infância, partilhei e entreguei a minha vida, mas um dia seram apenas boas recordações.
    E tu uma querida :)

    ResponderEliminar
  5. claro que preciso. eu também querida, não sou uma daquelas tuas amigas que confias a 100 % mas podes contar comigo ;)

    ResponderEliminar
  6. Mas custa imenso estár apenas a viver com recordações, se o que mais quero é poder te-lo ao meu lado, voltar a sorrir sem ter medo de nada.
    Tu és muito querida, obrigado mesmo :)

    ResponderEliminar
  7. Adorei! Está mesmo lindo (: Identifiquei-me com as tuas palavras!

    ResponderEliminar
  8. Ohh , minha querida , o que eu quero é que tu te sintas feliz :)) Seja ao lado de quem for , desde que essa pessoa te queira bem +.+

    Btw , sou a Catiii , mas mudei o link do meu blog e o perfil de utilizador +.+ Não estranhes este comentário xDD

    Beijinho *

    ResponderEliminar
  9. Muito obrigada! Também já estive numa situação parecida com a do teu post, às vezes é preciso largarmos algumas coisas, por mais que custe.. depois sabe tão bem :)

    ResponderEliminar
  10. Não, a nossa relação não me fazia bem.. ele fazia de mim o que queria e eu não consegui continuar querida.

    ResponderEliminar
  11. ainda bem princesa, não precisas ;)

    ResponderEliminar
  12. gostei do teu blog e decidi seguir.
    escreves muito bem :)

    ResponderEliminar
  13. Desejo-te tudo de bom para este Ano Novo! Temos que aproveitar porque em 2012 é o fim do mundo :D LOL Bjs *

    ResponderEliminar
  14. o amor é uma rosa com espinhos, por isso nem sempre está tudo OK, infelizmente; mas, quando a gente ama, a gente dá um jeito (:
    mas obrigada, meu doce, pelo incentivo. (:

    ResponderEliminar
  15. Gostei muito do texto e identifiquei-me com ele.
    Gosto bastante do blog, vou seguir ;)

    ResponderEliminar
  16. Muito obrigada, querida. Um bom ano também :)

    ResponderEliminar