sábado, 3 de março de 2012

Estou na aula de Português e olho para o papel. Este continua em branco. As palavras surgem na minha mente, mas sem qualquer ligação. Nada faz sentido. Olho para o teto na esperança de que aquele cinzento pálido me traga alguma inspiração. Impossível. É nestas alturas que damos conta da necessidade de cores nas escolas. Pintaram-nas como se fossem capelas mortuárias e depois esperam que sejamos bons alunos, vivos e inspirados. O tempo passa; já falta pouco mais de meia hora e não escrevi mais de dez versos. Escrever um bom poema, num curto espaço de tempo, sem música, sem revolta, sem saudade ou sem amor é (praticamente) uma missão impossível. Mas aqui estou eu, caneta em punho, à espera que algo surja. Começa a doer-me a cabeça, uma vez mais, nesta terrível semana. Porque é que nada corre bem precisamente naqueles momentos em que tem de correr? Esta folha, esta simples folha branca com linhas azuis, tem parte do meu futuro nas mãos. A pressão começa a aumentar, ainda mais. É como saber que é agora ou nunca, que ser bom não basta, que o mundo espera de mim uma pequena obra de arte. Mas que, infelizmente, não aconteceu pois, logo de seguida, a campainha tocou!


( Este texto foi escrito na segunda-feira mas, como a semana foi bastante agitada, 
e o fim-de-semana irá pelo mesmo caminho, só consegui publicá-lo hoje. )

23 comentários:

  1. Adorei o texto e a maneira como o escreveste :)

    ResponderEliminar
  2. Senti-me exactamente como tu, algures numa noite qualquer. É horrível sermos 'obrigados' a escrever, especialmente na escola, onde estamos rodeados de paredes 'mortas'.
    adorei (:

    ResponderEliminar
  3. Olá, parabéns pelo seu blog.
    Te convido a conhecer o meu,
    http://carmasepalavras.blogspot.com/

    ;)

    ResponderEliminar
  4. meu doce, tantas tantas tantas saudades tuas :s

    ResponderEliminar
  5. de nada princesa*
    identificas? também passas por isto? :c

    ResponderEliminar
  6. adorei**
    ai nem me digas nada, tambem ando :s

    ResponderEliminar
  7. gostei*
    concordo plenamente com o teu texto :o

    ResponderEliminar
  8. oh meu amor, nem eu tenho visitado o meu cantinho :s ando mesmo triste, já nem tempo para isto tenho :| <3

    ResponderEliminar
  9. não tem mal! acontece-me tantas vezes xD

    ResponderEliminar
  10. o teu blog é lindo tal como tu :')
    adoro estes teus textos :O

    ResponderEliminar
  11. eu não vou princesa, a minha mãe nunca deixaria xb

    ResponderEliminar